Como vovó dizia – a sabedoria popular dos provérbios

Índice Alfabético A

A água corre para o mar
A água dá, a água leva
A água faz desabar as paredes
A água grita a qualquer pancada que lhe dão
A água silenciosa é a mais perigosa
A águia não se detém caçando moscas
A agulha é pequena e delgada, mas sustenta uma família inteira
A alegria atrai simpatia
A alma de muita gente / É como um lago profundo / Água limpa e transparente / Mas muito lodo no fundo
A amar e a rezar ninguém se pode obrigar
A amar e a rezar, ninguém pode obrigar
A ambição cerra o coração
A amizade é uma gota que pinga no cálice da vida para diminuir seu amargor
A amizade vive de provas
A andorinha salvou o rei leão
A apressada pergunta, vagarosa resposta
A aranha vive do que tece
A argola é que sempre chega primeiro
A arma do boi é o desgosto do homem
A árvore se conhece pelos frutos
A asno tonto, arrieiro louco
A assombração sabe para quem aparece
A Bahia começa na Rua do Gasômetro
A Bahia é boa terra, ela lá e eu aqui
A bebida desperta o poeta que há em cada um de nós
A beleza é passageira, mas a feiúra sempre dura
A beleza empolga a vida, o mérito conquista a alma
A beleza pode muito, mas o dinheiro pode tudo
A boa vontade faz do longe perto
A boca do ambicioso só se fecha com terra de sepultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.