Festas populares, religiosas e profanas; folguedos; danças; datas comemorativas;
Música regional; acalantos; literatura de cordel; contos; cantos de trabalho; poesia popular; desafios;
Lendas e mitos; personagens; fábulas;
O trabalho; tipos característicos; artesanato; ferramentas; instrumentos musicais;
Costumes relativos à casa; a casa em diferentes regiões; utensílios; materiais;
Receitas tradicionais; bebidas típicas; frutas e comidas brasileiras; dicas e segredos de cozinha; a nossa horta;
Plantas medicinais; rezas; benzeduras; simpatias; crendices; superstições; amuletos; orações;
Cantigas de roda; brincadeiras tradicionais; brinquedos feitos em casa; adivinhas; trava-línguas; parlendas;
Variedades; frases de caminhão; passatempos; provérbios; curiosidades; pregões de ambulantes; causos; anedotas;
Calendário do mês; referência bibliográfica; links; vocabulário; apresentação de livros e discos;
Cartas dos leitores; varal de avisos;

Visite as edições anteriores:

Setembro

nº 13

Agosto nº 12
Julho nº 11
Junho nº 10
Maio nº 09
Abril nº 08
Março nº 07
Fevereiro nº 06
Janeiro nº 05
Dezembro nº 04
Novembro nº 03
Outubro nº 02
Setembro nº 01

Assine as listas de discussão e visite outros websites que tratam da cultura brasileira.

Assine e Visite!

Bem-vindo à Jangada Brasil, a sua revista mensal com a cara e a alma brasileira. Clique nas seções do  menu ao lado.

VEJA ESTE MÊS

• Cornélio Pires: Perfil; Entrevista; Causos; Bibliografia

• Conheça a dança de São Gonçalo, festa promovida em agradecimento ao santo violeiro por uma graça alcançada.

• O encontro de Bernardo Nogueira com Preto Limão, um dos mais célebres combates poéticos na memória dos cantadores.

• Quatro tipos característicos de vendedores de rua do Rio de Janeiro na primeira metade do século XX: o tripeiro, o vendedor de flores, o vassoureiro e o pombeiro de aves.

• O princípio do mundo e a origem dos homens, segundo a explicação indígena.

Dos animais, veação, lagartos, serpentes e outros animais monstruosos da América, a visão do viajante francês Jean de Léry, no Brasil do século XVI.

Em Almanaque: Folclore Onomástico; Os Catireiros; Etimologia do Dia das Crianças; Pregões; No Estradão; Na Boca do PovoProvérbios; Brasil Anedótico

Em Catavento: Adivinhas; Escravos de Jó; Sermão de seu Coelho; A caderinha; A árvore da montanha; Trava-línguas; O arco-íris

Veja também: Crispim das empadas; Festa da Penha; Samba rural paulista; Lubzhomem do mar; Boi Barroso; As irmãs tatas e mostrando as prendas; O bicho folharal; Jangada e pescadores; O couro no vocabulário; O jogo de gamão; Costumes bons e maus e etiqueta de visitas; Ceia; Azeite de Dendê; ABC de Nossa Senhora Aparecida; Sopas medicinais

O mar é misterioso
Isto está aprovado
Dizem que dentro dele
Existe reino encantado
Porém nisto o leitor não creia
Porém existe uma sereia,
Que canta até um bobado

(O Lubzhomem do mar, de Luís da Costa Pinheiro)

 


Veja sumário deste mês, e o das outras edições da Jangada Brasil.


Faça o download:

Aves do Brasil. Lendas, superstições e histórias das aves brasileiras.

• Seleção de mais de 380 provérbios.


Pesquise o conteúdo de todas edições da Jangada Brasil.


Em Folhinha, para cada dia uma novidade.


Leia as cartas e opiniões dos nossos leitores.

Escreva você também!
Comentários, críticas e sugestões são sempre bem-vindas!


velas@jangadabrasil.com.br
Para receber correspondência eletrônica sobre as novidades na Jangada Brasil, preencha nosso formulário.

 


Jangada Brasil©1999