Jangada Brasil, nº 16, dezembro de 1999: Panacéia – Pelos sinais e orações

PELOS SINAIS E ORAÇÕES

Sempre, ou quase sempre, em pé-quebrado, são os Pelos sinaisSalve Rainhas Ave Maria todas satíricas. Aproveitam apenas um período da oração e orientam o verso para um sentido irônico ou simplesmente crítico. Os Pelo sinais são abundantes e comuns em todo o Brasil.

João Simões Lopes Neto recolheu-os no Rio Grande do Sul. Em todo o norte do Brasil eles existem. O Pelo sinal da beata, dedicado ao general Junot, é evidentemente de Portugal.

Em mais alta percentagem os Pelos sinais têm um tema único e se dirigem a uma só entidade.

Esta família sacrílega
Autora da fradaria
Há de ser castigada um dia
Pelo sinal…

Doutor Vicente Pereira
Do engenho Guaporé
Eu sei como você é
Pelo sinal

Um modelo raro é o que transcrevo. Não se dirige a ninguém e parece mais ser obra de um desocupado neurastênico.

Sendo eu desconfiado
De bicho magro e tinguim
Pois conheço gente ruim
Pelo Sinal

Há gente de todo mal
E pra que seja primeiro
Carrega até o dinheiro
Da Santa Cruz

Guardai-me o bom Jesus
De faca, copo, atoleiro
De bala de cangaceiro
Livre-nos Deus

Miunça e roçados teus
Guarda bem no teu cantinho
Se não o leva mansinho
Nosso Senhor

Com delegado-doutor
Em negócio não se veja
Embora diga que seja
Dos nossos

Raspando carne dos ossos
Quebrando lenha nos matos
Sempre chamo aos carrapatos
Inimigos

Livra-te bem dos amigos
Corra de todo doutor
Quando fizer o favor
Em nome do Padre

Com bondade ou sem bondade
Tenha medo do escrivão
Ele diz que é ma-tenção
Do Filho

Seja homem dum só trilho
Desconfie do boi ladrão
Peça toda proteção
Do Espírito Santo

Aqui fico no meu canto
Rezando o Pelo Sinal
Pra quem me livre do mal
Amém!

Uma Ave Maria de Leandro Gomes de Barros, a Ave Maria da Eleição:

No dia da eleição
O povo todo corria
Gritava a oposição
– Ave Maria!

Viam-se grupos de gente
Vendendo votos na praça
E a urna dos governistas
Cheia de graça

Uns a outros perguntavam:
– O senhor vota conosco? –
Um chaleira respondeu:
– Este O Senhor é convosco

Eu via duas panelas
Com miúdos de dez bois
Cumprimentei-a, dizendo:
Bendita sois

Os eleitores
Das espadas dos alferes
Chegavam a se esconderem
Entre as mulheres

Os candidatos andavam
Com um ameaço bruto
Pois um voto para eles
É bendito fruto

Um mesário do Governo
Pegava a urna contente
E dizia – “Eu me gloreio
Do vosso ventre!”

Lenadro Gomes de Barros, o mais fecundo de todos os poetas sertanejos, não empregou nesse pé-quebrado a disposição clássica. O vate popular José Francisco de Lima escreveu uma Ave Maria, no modelo antigo e com a exceção de não ser uma sátira. Aí deixo uma cópia fiel:

Oh! Deus de misericórdia
Que nos deseja amparar
Se vós não nos ajudá
Ave Maria

Seja sempre nossa guia
Maria, mãe de Jesus
Nos cubra com vossa luz
Cheia de graça

Sem vossa luz não se passa
Eu desejava seguir
Depois de morto sentir
O Senhor é convosco

Seu poder seja conosco
Oh! Mãe do Verbo Encarnado
Estamos certificado
Bendita sois vós

Nos socorra sem demora
Vós nos pode socorrer
Espalhando seu poder
Entre as mulheres

Sois a dona do mister
Pra com ele nos valer
Pois tivesses em seu poder
Bendito é o fruto

Não nos deixe absoluto
Sofrendo tanto rigor
Pos vos peço por amor
De vosso ventre

Vossa luz marche na frente
Nos levando ao criador
Seja sempre em meu favor
Jesus

(CASCUDO, Luís da Câmara. Vaqueiros e cantadores)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.